Seguir

Pro cê vê. O Emicida lançou o AmarElo em um momento de crise política, violência e preconceitos. E foi subversivo o suficiente pra lançar um album repleto de amor e poesia.

Continuou relevante e abordando assuntos sérios. Mas muito mais bonito.

Em um mundo de violência, ser subversivo é falar de amor.

Entre para participar dessa conversa
bantu.social

Instância do Mastodon com foco em pessoas não-brancas brasileiras.