Seguir

uma dev preta que acompanho no IG um dia desses levantou a questão de que nesse movimento do mercado de TI em demitir seniores pra contratar juniores (com xp de plenes), quem anda tapando esses buracos são mulheres cis/trans e pessoas LGBTQIA+ que tão saindo aos montes de cursos voltados pra esses grupos. Obviamente, com salários mais baixos, já que quem entra tem pouca noção de valores e benefícios.

Aí o que serviu, num primeiro momento, pra incluir serve como fabriquinha de precarizades.

@_gbrlpires eu tenho reparado nisso também :/ inclusive eu sou exatamente esse caso de pessoa numa vaga júnior que cobra experiência de pleno, ganhando salário de júnior

Entre para participar dessa conversa
bantu.social

Instância do Mastodon para pessoas não-brancas brasileiras. Leia as regras para instruções sobre o cadastros.